quarta-feira, 17 de abril de 2013

E eu?




Alguns dizem que eu sou feia, outros, que eu sou bonita e outros dizem que não se importam.
Alguns acham que sou inteligente, mas outros me chamam de burra e tem quem fale que estou na média.
Tratam-me de “você”, porque eu sou muito nova e me chamam de “senhora” já que sou velha.
Tem gente me chamando de gorda e tem gente que acha que “nem é tanto” e ainda quem me jogue um “gostosa” na frente da construção.
Sou rotulada de progressista por uns e de herege por outros.
Sou criticada por rir demais e por reclamar demais, quem entende?
Se quero participar, uns acham que é muito bom enquanto outros falam que é para “aparecer”.
Se eu choro sou uma “manteiga derretida” e se não choro sou insensível.
Se luto por alguma causa, me dizem que é falta do que fazer. Se não me engajo em alguma luta sou alienada.
Se exponho meu ponto de vista, sou intrometida. Se me reservo o direito de não opinar, sou omissa.
Ao assumir minha autonomia, sou egoísta, mas quando tenho dúvidas, sou fraca.
E eu?
Eu escolho a quem dar ouvidos: minha própria consciência.



quinta-feira, 11 de abril de 2013

E quando eu veganizar?



Desde 05 de fevereiro de 2011 eu não como carnes. Quaisquer carnes.
A primeira motivação foi a piedade. Não quero que a minha vida seja sustentada pela morte.
Depois veio a pesquisa em sites, livros e revistas para melhor compreensão do vegetarianismo.
Depois veio a consciência de que algumas vidas são piores que a morte e a questão da indústria dos laticínios e de ovos fica batucando na minha cabeça!
Eu sei que meus dias de queijo e omeletes estão contados. E aí?
Como é que fica o nome do blog, heim? Heim?

(Estou com uma gripe pior que a mente do Feliciano e não vou conseguir escrever muito, mas vou deixar alguns links para sites e blogs de alimentação que eu acesso. A quem interessar possa.):


http://papacapimveg.com/
http://www.vegetarianismo.com.br
http://www.cantinhovegetariano.com.br/
http://vista-se.com.br/

O símbolo que ilustra esse post é o do veganismo.
Recomendo o vídeo: A melhor palestra que você irá ouvir na vida