segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Hoje não tem parabéns!



Hoje o Papai faria 79 anos.
Eu ligaria bem de manhãzinha para ele, que sempre gostou de levantar cedo, e daria os parabéns. E já combinaria com ele a comemoração: na casa dele? Aqui em casa? No Diamond?
Para ele, qualquer coisa era festa, mesmo!
Ele me perguntaria:
- Eu não estou muito "derrubado", não, estou?
- Claro que não, Papai! Você está forte demais e muito enxuto!
- Só se for por fora... Eu estou tomando cerveja pra chuchu, com esse calor!
É óbvio que ele não iria perder a oportunidade de uma piadinha. E é claro que estaria dizendo a verdade - o calor está senegalês e só uma "geladas" para ele aguentar!
Ele receberia muitos e muitos telefonemas de congratulações. Sua lista de amigos e admiradores era (e é) enorme.
Ele estaria muito animado, talvez até desconfiasse de uma festa surpresa. Não seria a primeira e o Papai ficaria muito emocionado, como sempre ficava: um homem de sentimentos profundos.
Ele estaria cogitando um banho. É quarta-feira mas é especial, merece o sacrifício!
De bermuda e chinelo, ele iria fazer sua fezinha sagrada. E sonhar com a mais espetacular pescaria: no Amazonas, aquele mato todo, aquelas frutas todas, aquele mundão de água (ele era inimigo só do chuveiro)!
Um almoço frugal: pimenta (muita) amassada no prato, arroz tingindo de vermelho ardido, feijão por cima,revolve tudo e põe a "mistura" que tiver. Carne, só depois, pura, para aproveitar bem o gostinho. Muito suco para acompanhar.

- Credo, Pai, parece que está misturando concreto!
- Credo, nada! Vai misturar tudo lá dentro, mesmo!

Então, ele pegaria o ônibus para o trabalho de fim de ano. E iria reclamar até dos "folgados" que não dão lugar pros mais velhos...
Chegando ao shopping, ficaria olhando de esguelha as noeletes trocando de roupa.
- Eu já sou inofensivo!
E abraçaria as crianças, contaria piadas, e ...
Não.
Isso não acontecerá mais!
Ele não acordará cedo e nós não teremos mais essa alegria que ele nos proporcionava: comemorar sua presença querida.
E eu não vou poder telefonar para ele, não vou ao Diamond Mall tomar um chopp e atentar o Papai. A tia Vera e a tia Maria Virginia não vão levar o bolo para festejar.
E muita gente vai ficar sem o mais charmoso Papai Noel!

2 comentários: