terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Mais uma volta em torno do sol




Aqui estou, com mais uma volta completada ao redor do sol. Cinquenta vezes eu cumpri o rito e confirmei a promessa surgida lá em 1962. A promessa de mais um ser humano entre os bilhões nesse planetinha anil. Completar a volta não é retornar ao início. Isso acontecerá ainda, mas se em breve ou muito mais tarde, é mistério indecifrável.
Por vezes eu caminhei às cegas, já corri insanamente, já me arrastei desconsolada, mas no geral o passo foi pulado miudinho.
O sol que me referenciou o caminho é da mesma poeira que me compõe. Sinto-me sua irmã e reparto com ele a mesma esperança: Continuar a irradiar meu ser.
Essa jornada em círculos (em espiral, quem sabe?) vai deixando uma poeira de lembranças, desejos, encontros, lições aprendidas, muitas mais a aprender. Como no lindo  Rei Leão, o Ciclo da Vida.
O mais importante é que não caminhei sozinha e a poeira depositada nesse caminho, composta do pó de tantos que repartiram o calor do sol comigo, tem marcas que são impossíveis de apagar. Cada grão ensolarado me completa e me faz ser o que sou. Ou me inspira a tentar ser o que quero. É um privilégio estar aqui. É um dever ser grata.
Vida, muito obrigada!









Nenhum comentário:

Postar um comentário