sábado, 9 de abril de 2011

Coisas



No mundo existem pessoas, animais e coisas.
As coisas podem ser, coisas que ocorrem: "Me aconteceu uma coisa estranha...", ou coisas...coisas: "Me passe essa coisa aí."- que para nós, mineiros, pode ser traduzida por 'trem' - e coisas sentimentos: "Nunca senti uma coisa tão forte!".
Coisas, pessoas e animais se juntam e passam a ter o nome de causas e consequências.
E aí, as coisas começam a complicar.
Como separar e descobrir o que é um, o que é outro?
O que é um beijo? É a causa de uma paixão ou a consequência de um encantamento?
A reprovação no final do ano é a causa de lágrimas ou a consequência da falta de compromisso? A fé que cura, a crença que destrói.O que causa a guerra? Quais os frutos da ambição? A escravidão provocou a miséria, mas o que trouxe à escravidão?
O macaco veio antes, persiste durante mas, existirá depois do homem?
Acredito piamente que uma das minhas maiores missões é mostrar para a Isabela e o Frederico que tudo, tudo mesmo, tem uma razão. E, principalmente, tem um efeito em nossas vidas. E que temos em nossas mãos a responsabilidade de escolher, porque depois disso feito, o resultado terá, obrigatoriamente, a cara, a voz, o toque, a cor, o som e o sabor da nossa escolha.
A minha cara feia e o meu sorriso fecham e abrem portas. A minha mão estendida levanta ou empurra. O fogo incendeia e assa. O vestido cobre e desnuda. O professor que grita e o pedreiro que ensina. O gato que espreguiça e o touro que chifra. O átomo que cria a vida e Hiroshima. Os amigos amparam e colegas podem ferir. O poder que distribui e o que rouba.
As pessoas, os animais e as coisas. Estão todos aí.
Qual a qualidade dos laços que os unem?
Qual será, meu Pai, a minha herança? Que coisas marcarão o meu legado?
A flor, o cão, a risada, a confiança.
O breu, a ira, a humilhação e lágrimas amargas.
Quantos plantarão um bebê sorrindo num parquinho ensolarado?
Quantos colherão uma arma avermelhando os uniformes?

Um comentário:

  1. Muito interessante esse post...e é uma "coisa"pra se pensar...
    Vale lembrar tb, que ao se fazer escolhas, teremos as consequências, e então, arcaremos com elas? Tomando isso como base, fica mais fácil de acertar nas escolhas...Deixemos isso para nossos rebentos decidirem!!
    ...e mais uma vez, vc está de parabéns!!!

    ResponderExcluir