segunda-feira, 14 de junho de 2010

Crise


A foto aí de cima foi digitalizada pela Isabela - Zumbi e Frederico - "Cereal Killer" do Halloween da escola.



Adolescentes em crise. Dose dupla de rebeldia e drama!!!!
Tudo é injusto, tudo não vale, tudo é ruim.
Não existe meio termo: ou ODEIA ou AMA.
Não tem cinza ou meios tons... só branco-neve ou negro-carvão.
Cadê a heroína?(não quimicamente falando, entendido?)
Cadê a fada infalível? (não visualmente, hã?)
Onde foi parar “gênia” que sabia de tudo?
Virou ameba, estupidificou e está caquética, a anciã!
Outro dia eu ouvi:

- Eu nem pude escolher de quem nascer!

Hum?!?! Qual foi a tortura que originou tamanha declaração?
Simples: Eu chamei a dondoca de Bebela! Pior insulto por essas plagas.
Claro que eu coloquei as mãos no peito e num transe de dor soltei um: AAAIII!
Se eu queria a solidariedade do irmão, fracassei completa e redondamente. O Frederico apenas completou, acabando de enterrar a faca:

- A Isabela, ainda fala. Eu prefiro não falar o que eu penso, senão a senhora ia ficar muito deprimida!

Como é? Heim?
Então é isso.
E quando vem o auto elogio?

- Mãe, a senhora é muito ingrata! Nós somos os filhos que toda mãe queria ter: Estudiosos, nem tomamos recuperação. Não mexemos com drogas e até ajudamos em casa!

Corretíssimo. Só esqueceu de falar da modéstia, né?
Putz... E pensar nos bilhetinhos nos dias das mães! Snif.
Bom mesmo era quando o que eu anotava eram as palavras erradas. Até os erros eram engraçadinhos:

- As pétulas das flores!
- A ecolomiaque deveríamos fazer.
- A feiúra dos pichosnos muros.
- Os beliscos doloridos.
- A mulher ágia que se equiparava ao homem ágil (ágio- na língua infantil).
- O doce de leite começado.
- O Cristo Rebentô de Oliveira.

Tempo bom quando o pesadelo com o “Bicho da Florzinha” era motivo para pular para a minha cama e dormir bem agarradinha!
Tempo lindo quando um menininho de três anos quis me ensinar como parar de fumar, e eu falei que não tinha força suficiente:

- Mãe, a vida é assim: uma pessoa passa força para outra pessoa, que passa para outra... até conseguir!

Pois é. Compartilhem sua força comigo, que ta dureza!!!!
(Por favor, não espalhem, não, mas na minha adolescência, eu fui muito, muito pior!)


Foto: Acervo pessoal.

3 comentários:

  1. Esqueceu do "canto do galo" la de casa, motivo de choro antes ainda de dormir, so pq o galo ia cantar de manhã.
    A Tatiana nao esquece da sinceridade do Frederico:
    Fabinho:
    - Frederico, vc conhece a Tatiana?
    Frederico:
    - Nao conheço e nem quero conhecer!!!!

    ResponderExcluir
  2. Favrinha, vc ja foi muuuiito pior...contente-se agora!! hehehe, mas isso vem de filhos mesmo, comentarios que so a mae que aguenta, ne? Bjos!!!

    ResponderExcluir
  3. Pois é... "Quem pariu Mateus..."
    Eles são ótimos, apesar do humor hormônico!

    ResponderExcluir