domingo, 10 de julho de 2011

Escândalo!


Por algum motivo (?!?!) lembrei de um causo acontecido numa das festas da família.
Aí que esse acontecimento provocou uma celeuma danada ( Papai pronunciava "celéuma", o fofo!).
Não lembro da data da festa, não lembro do motivo da festa (precisa?), nem lembro a roupa que eu usava - viu, como não faz sentido nenhum a gente se descabelar procurando "A" roupa?
Mas eu lembro muito bem que tinha chopp, comilança, muita música, muitos tios e primos (ué, não era festa da família? dã!) e numa certa hora, a primaiada toda cantando "La Bamba".
Ta todo mundo careca de saber que essa música pode, ou não, acabar...(igual Andança). Depende do teor alcoólico da turma e, na ocasião, tinha alcançado os píncaros do Pico da Bandeira (pra não sair do país, sabe como é, passaporte, visto, etc).
Foco, Flávia, mantenha o foco!
Então.
La Bamba na 36.ª vez do refrão e o Robertinho me inventa de improvisar na letra:

- Minha avó é maconheira, por ti seré, por ti seré, por ti seré... Bamba , Bamba...
Ô povo sem respeito!


Foi bom demais!
E tem gente que não gosta de festa, af!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário