quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Ontem, estive feliz



Ontem, eu estive feliz.
Isso é importante porque foi o primeiro dia do ano.
Estar feliz é uma conquista. Portanto, já comecei o ano conquistando. Isso é um ótimo sinal.
Minha felicidade de ontem não foi uma conquista individual. Foi fruto de uma construção coletiva. Melhor ainda pois dividida. Que significa ser multiplicada.
Cada sorriso, cada riso, cada gargalhada tomou asas e foi voando pelo céu azulíssimo azulérrimo lindo e quando chegou em um certo lugar, foi recebida, abraçada, admirada e devolvida ainda mais exuberante (com as bênçãos de uma outra turma que, por sua vez, comemorava a nossa felicidade aqui).
Ontem, eu  tive fartura: de comida gostosa, de bebida gelada, de beijos estalados, de abraços de tamanduá e de carinho legítimo.
Que significa a grande capacidade de "suportar" as alegrias.
Ontem, eu revi pessoas e revivi encontros. E rememorei outros tempos e renovei meus laços. Como deve ser. Como precisa ser, porque de efêmeros contatos minha vida anda "por aqui"!
O que significa que eu preciso de algo mais que um aceno ou um tapinha nas costas.
Ontem, eu convivi com crianças lindas e completas na sua ingenuidade: o que eu já fui.
Compartilhei momentos com a moçada ávida de diversão e música: como eu já fui.
Comemorei com "coroas" plenos de consciência da importância de estar juntos: como eu sou.
Me comovi com os "velhos" esbanjando energia de viver e alegria: como, espero, serei.
Ontem, eu estive muito feliz!
Hoje, estou grata por ter-me permitido viver esses momentos.
Turma daqui: Obrigada pelos deliciosos momentos.
Turma de acolá do além: Obrigada por terem proporcionado tal oportunidade!
O que significa que eu tenho perspectivas enormes de um ano inteirinho para sentir gratidão.








Um comentário:

  1. Sempre bom ler seu blog.
    Melhor ainda, rever aqueles a quem amamos.
    Feliz 2013 para todos nós

    ResponderExcluir