sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Bente Altas, licença pra 2




Bola de Gude, finca, bodoque e bilboquê.
Patinete, bafo, papagaio e pião.
Bente altas, boca do forno e dominó.
Para geração do Play Station, Wii e PSP essas brincadeiras cheiram a sarcófago e mofo.
Ele tentou ensinar tudo isso para nós, eu, o Fabinho e a Adriana. Algumas, eu até aprendi, mas outras, como o bilboquê, mesmo, nunca consegui. Ele dizia que as suas primas eram tão boas no bilboquê que tinham broches, pequenininhos e até nesses, arrasavam! Pra quem não sabe, na última foto aí em cima, aparecem dois bilboquês e o objetivo da brincadeira é encaixar o bastão no orifício que há na bola. Tem que ter muita precisão.
No entanto, as brincadeiras preferidas eram aquelas ao ar livre. Nem chuva segurava, aliás, era ótimo para jogar bola e brincar na enxurrada!
E o mundo lá fora era lá fora, mesmo. As turmas se encontravam, se enfrentavam e casa era pra dormir, comer.
Muita correria e andança e energia gasta. Uma vez a Mamãe reclamou com a vovó Meca:
_ Eu faço, pro Fábio, as comidas do jeitinho que a senhora me ensinou, mas ele fala que as da senhora sempre foram melhores!
_ É que o Fábio que come as suas comidas não é o mesmo menino que chegava em casa depois de um dia inteiro de brincadeiras na rua.
E o mais irônico é que depois, mais velho, ficou inimigo de atividade física. Era carro para tudo. Quando o médico falou para ele se exercitar fazendo caminhadas diárias ele respondeu:
_ Não posso, doutor, a gasolina tá muito cara!



Foto 1: Acervo pessoal.
Foto 2: (http://www.forumnow.com.br/vip/mensagens.asp?forum=94106&grupo=179734&topico=2961870&pag=12&v=1)

Um comentário:

  1. Estou gostando d+++++ mesmo desse blog.
    Vc esta de patabens. Fico viajando nas lembranças. Bjo enorme.

    ResponderExcluir